Volta a Portugal em Bicicleta ( foto: Tribuna Expresso)

“A edição tradicional da Volta, enquanto grande festa popular de agosto, com 12 dias de duração, não se realizou, devido à pandemia”, revela o comunicado da Federação.

A Federação Portuguesa de Ciclismo entendeu, no entanto, que “a Volta a Portugal é essencial para o futuro do ciclismo profissional no país, tendo decidido organizar uma edição adaptada às circunstâncias especiais em que vivemos”.

Nesse sentido, “a corrida será composta por um prólogo e oito etapas, tendo as principais caraterísticas de um grande evento de ciclismo: interesse desportivo, forte impacto mediático, capacidade de dinamizar a economia do país e de divulgar o território e garantia de retorno para o investimento dos patrocinadores da corrida e das equipas participantes”, realça o comunicado.

Ainda de acordo com a nota de imprensa, “depois da iniciativa da Federação Portuguesa de Ciclismo ter obtido um excelente acolhimento das câmaras municipais contactadas para integrarem o itinerário, decorrem com normalidade os trabalhos para a organização da prova”. 


Comente esta notícia