Hospital de Beja

 “O Hospital de Beja fechou, ainda em março passado, o 3º piso onde tinha 36 camas, para receber casos de Covid-19.

Presentemente tem três camas destinadas a este fim, assim como a possibilidade de retirar de outras áreas no caso de ser necessário”, explicou à Voz da Planície Conceição Margalha convicta de que, “mesmo com o aproximar do inverno e da gripe sazonal, não será preciso voltar” a estes procedimentos.

“No Alentejo, o número de casos não foi dos mais elevados, tirando algumas situações que requereram maior preocupação, como foram as de Reguengos de Monsaraz e de Moura”.

Perante a perspetiva que se avizinha de se caminhar para um tempo em que a gripe sazonal se vai misturar com a Covid-19, a presidente do Conselho de Administração da ULSBA assegura que “está tudo a ser preparado para lidar com estas possibilidades”.

Conceição Margalha recordou que, entretanto, “a ULSBA já alargou, criando espaços Covid, a urgência pediátrica e geral”, ou seja já “a pensar nas respostas que tenham que vir a ser dadas”. Contudo, para a presidente do Conselho de Administração da ULSBA “a aposta do Governo vai ser administrar a vacina da gripe, por permitir diminuir o número de infeções respiratórias”.

Excertos da entrevista concedida à Voz da Planície por Conceição Margalha, presidente do Conselho de Administração da ULSBA e que pode ouvir nesta quinta-feira, nos jornais alargados das 12.00 e das 17.00 horas.


Comente esta notícia