pessoal não docente greve

A falta de funcionários, a sobrecarga de trabalho dos poucos que se mantêm nas escolas e o recurso ao emprego precário são alguns dos motivos que levam ao protesto, para além, dos salários baixos.

A alteração da portaria de rácios, a criação da carreira especial e o fim da municipalização são outros motivos que estão na base do descontentamento dos trabalhadores não docentes.





Comente esta notícia