Professores

À semelhança de anos anteriores, o ranking das escolas divulga aquelas que são as melhores e as piores escolas do país, privadas e públicas. Das 1870 escolas que integram o ranking, 629 são do Ensino Secundário (11º e 12º naos) e 1241 pertencem ao 9ºano do Ensino Básico.

Manuel Nobre, presidente do SPZS frisou que “os rankings constituem uma grande mentira” e que “servem apenas para alimentar o negócio da educação, através da promoção do Ensino Privado, constituindo uma concorrência desleal entre público e privado”. 

O presidente do Sindicato dos Professores da Zona Sul considera que a divulgação de rankings escolares, num ano assolado pela crise sanitária provocada pelo novo coronavírus é “desagradável”. Acrescenta que os problemas dos professores persistem, aos quais o ministério da Educação continua a não dar resposta, “preferindo a divulgação de rankings”. 


Comente esta notícia