Aeroporto de Beja

José Luís Cacho frisou, também, de acordo com a mesma publicação, que “Sines se encontra a analisar o potencial deste tipo de instrumentos, em sintonia com a capitalização das infraestruturas ao redor do porto e da ZILS, no sentido de captar novos investimentos” e avança que se “está a olhar para o aeroporto de Beja na perspetiva de zona franca, do e-commerce e de um conjunto de valências”, assim como a “tentar averiguar se existe potencial para captar projetos” e que “talvez no primeiro semestre do próximo ano” já exista “algo para apresentar”.

José Luís Cacho vincou ainda que sempre defendeu uma visão “ibérica dos portos”, onde não deve haver espaço para o “receio” da competitividade com Espanha. “O mercado é ibérico e a ferrovia é fundamental para esse mercado, assim como a rodovia”, acrescentou ainda o presidente do Conselho de Administração da APS.


Comente esta notícia