PROJETO LEAVES

O LEAVES “ajuda os idosos a processar a perda de um cônjuge num ambiente on-line empático e atencioso”. Ou seja, o objetivo “é impedir o luto prolongado, ou tratá-lo, para que as pessoas mais velhas, em luto, possam levar uma vida ativa, significativa e digna.”

Ana Matos Pires, diretora do Serviço de Psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), esclarece que os países que integram o consórcio são a Holanda, a Suíça e Portugal e que a ULSBA é a única entidade clínica nacional a participar.

Este é um projeto para três anos e é destinado aos idosos, revelou Ana Matos Pires, referindo que com esta possibilidade consegue-se chegar às pessoas.

“O serviço LEAVES suaviza o processo de luto, evita a depressão ou o isolamento social, fortalece a resiliência e o bem-estar da pessoa viúva e acelera o retorno à participação da sociedade”.


Comente esta notícia