Jornadas Europeias de Arqueologia

A sessão começa às 18.00 horas, é apresentada por Miguel Serra, da Divisão de Cultura e Património da Câmara de Serpa, e tem vários aspetos em foco. Às 18.00 horas centra atenções no tema: “Estudos do Museu” e 10 minutos depois fala-se sobre “Até que o bronze nos separe (Re)vendo o 3.º milénio a.n.e. do Cerro dos Castelos de São Brás (Serpa): o ponto da situação”, com Frederico Agosto, mestrando na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Às 18.25 horas o tema é “As placas votivas do sepulcro megalítico do Monte da Velha 2 (Vila Verde de Ficalho, Serpa): reusos e/ou reinterpretações?”, com Marco António Andrade, doutorando na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, UNIARQ-Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa.

Às 18.40 é “O povoado da Misericórdia no contexto da Idade do Ferro da Margem Esquerda do Guadiana”, com Rui Monge, doutorando na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, UNIARQ-Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa, que é apresentado.

Pelas 18.55 horas fala-se de «“Novos” patrimónios e patrimónios ausentes: uma moeda romana de Vale de Vargo e a lápide islâmica da Porta Nova (Serpa)”, novamente com Miguel Serra, da Divisão de Cultura e Património da Câmara Municipal de Serpa e do CEAACP-Centro de Estudos de Arqueologia, Artes e Ciências do Património, Universidade de Coimbra.

A partir das 18.10 há debate e a sessão de encerramento é às 19.40 horas.


Comente esta notícia