Escola Secundária de Serpa

A preocupação volta a ser manifestada depois de realizados os conselhos gerais dos dois agrupamentos de escolas e da escola profissional de desenvolvimento rural do concelho e feitos os balanços do ano lectivo, numa altura de preparação do início do próximo ano escolar. Considera o município que em causa estão dois equipamentos fundamentais para uma resposta educativa de qualidade.

O município considera que “o avançado estado de degradação da escola que não teve nenhuma intervenção estruturante em mais de 40 anos de existência, deveria ser suficiente para colocar a Escola Secundária de Serpa no grupo dos estabelecimentos escolares com necessidades de requalificação de grande dimensão”.

Quanto à EB 2,3 de Vila Nova de São Bento, que tem mais de 30 anos e que também apresenta um elevado estado de degradação deveria ser, de acordo com a autarquia de Serpa, considerada pelo Ministério da Educação, com necessidade de intervenção prioritária.

A Câmara Municipal de Serpa afirma que “tem dialogado com os responsáveis governamentais para que se encontrem soluções para as necessárias obras de intervenção nas escolas” contudo “o problema já se arrasta há demasiado tempo” e o ano lectivo vai começar sem que o Ministério da Educação apresente em concreto os “projectos para as intervenções urgentes nestes dois estabelecimentos de ensino que continuam, de dia para dia, a degradarem-se”.

Finalmente o município garante que continuará “a sua defesa pela Escola Pública gratuita e de qualidade, como pilar de desenvolvimento humano e da sociedade”.


Comente esta notícia