semana empresarial vidigueira 2018

Promover a interacção entre o conhecimento científico especializado e o exemplo de boas práticas empresariais locais e nacionais é o principal objectivo desta iniciativa. A ideia é proporcionar o debate sobre os desafios que se colocam à dinamização da base económica e ao reforço da atractividade do território e, ainda, contribuir para a identificação da estratégia para o incremento da inovação e diversificação no sector agroalimentar e na economia do turismo como afirma Rui Raposo, presidente da Câmara Municipal de Vidigueira.

Ainda segundo, Rui Raposo, esta é a primeira edição de um evento que terá continuidade no futuro.

Neste primeiro dia, o destaque do programa vai para um workshop marcado para as 14.00 horas no Centro Multifacetado de Novas Tecnologias, em Vidigueira, primeiro vai falar-se sobre “Novas perspectivas de desenvolvimento territorial. O turismo, numa lógica de desenvolvimento e responsabilidade social” com João Martins, director do Centro de Desenvolvimento e Responsabilidade Social da EDIA, segue-se “Uma boa ideia é sempre um bom projecto com António Cebola, Ex-Coordenador do IAPMEI no Alentejo e “A importância de S.Cucufate no território, em relação com as restantes villas romanas, e a nossa identidade, assente em diversos legados históricos” com Maria Conceição Lopes, Professora da Universidade de Coimbra.

No Pólo de Selmes do Centro Multifacetado realiza-se entre as 10.30 e as 12.30 horas, o workshop “Culturas regadas: novos desafios para uma nova realidade” com José Godinho martins, presidente da Junta de Freguesia de Selmes, José Costa Gomes, da EDIA, António Arsénio, empresário agrícola e Mateo Alia Ramas, da Importaco Terra, SLU.





Comente esta notícia