Saúde

“As distâncias geográficas que caracterizam o distrito e sua população envelhecida” são aspetos que preocupam Pedro do Carmo, na matéria da saúde, mas diz, também, que “apesar da situação que se vive a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) tem tentando dar respostas” e identifica algumas, entre elas “a telemedicina e a criação de unidades móveis”. Para o deputado “ninguém pode ficar para trás em tempo de pandemia” e neste contexto recorda “o investimento que o Governo tem feito na área da saúde”.

Pedro do Carmo afirma que “o Covid-19 é uma enorme preocupação, mas frisa que há questões que têm que ser acauteladas”, defendendo para o distrito “mais investimento na área da saúde” e dizendo, em concreto, que “deve haver um tratamento especial para o Baixo Alentejo”. O deputado quer “a aplicação de medidas para resolver as respostas de saúde” e fala das prioridades, que passam, entre outros aspetos, “pelo reforço de mais profissionais nos lares e unidades de saúde, assim como permitir a deslocação de profissionais às extensões de saúde dos concelhos, no sentido de garantirem a assistência de que as pessoas necessitam”.

Pedro do Carmo assegura que “os dois deputados do PS, eleitos por Beja, têm feito pressão interna e junto da tutela, especialmente Telma Guerreiro que integra a Comissão Parlamentar da Saúde” e que vão “continuar a lutar por um distrito com mais qualidade nesta área”. Garante, igualmente, que estão “empenhados”, os dois deputados e que irão fazer, já em setembro, “diversas reuniões, nomeadamente com o Conselho de Administração da ULSBA, no sentido de ser avaliada a situação e de serem definidas as medidas a implementar.”


Foto: TVI24


Comente esta notícia