Edifício EMAS de Beja

“Esta decisão recente”, explica o comunicado, “vem reforçar o seu compromisso para com os seus colaboradores, através da promoção de um ambiente de trabalho seguro e saudável, com impacto direto e bastante positivo na qualidade dos serviços prestados a todos os munícipes do concelho de Beja”. 

Rui Marreiros, administrador executivo da EMAS de Beja, frisa à Voz da Planície que “mais do que uma prioridade”, a saúde e a segurança nesta empresa municipal são “uma tradição”. Acrescenta que a implementação do Sistema de Gestão da Saúde e Segurança vai permitir, por um lado, “vincar” o trabalho feito até então e, por outro, “introduzir processos de melhoria contínua”. 

Ainda neste contexto, Rui Marreiros revela que estão a ser realizadas obras no edifício sede que “permitirão uma melhor adequação funcional e gestão das equipas” e destaca, também, “a profunda remodelação global que tem sido realizada, ao longo dos últimos 3 anos, no Parque Operacional” que vai culminar, “agora, com uma intervenção há muito desejada, com vista à remodelação da zona de balneários”.

A EMAS de Beja considera que “construir uma cultura preventiva de saúde e segurança é fundamental para garantir a todos os colaboradores, nas diferentes funções, uma eficiente gestão dos riscos”. 


Comente esta notícia