Musico

Em declarações à Voz da Planície, o presidente da Culturmais começou por revelar que não conseguiu chegar a acordo com a Câmara de Beja sobre o apoio ao festival e que esse facto, levou ao cancelamento da edição deste ano. Vítor Paixão esclareceu que a Câmara de Beja propôs inicialmente um valor, de 17.500 euros e que mais tarde, no final do mês passado, decidiu reduzir a proposta que tinha feito inicialmente, para 10.000 euros, situação que a Culturmais não aceitou. Neste contexto Vítor Paixão falou em “má fé” e afirmou que “não houve nunca vontade de manter este projeto por parte deste Executivo”.

Para Vítor Paixão o tempo de espera nas negociações com a Câmara Municipal de Beja inviabilizou outros contactos e consequentemente a angariação de outros apoios. Perante esta nova realidade, Vítor Paixão avançou que a Culturmais está já a pensar na edição 2019 do festival e que não está fora de hipótese o Santa Maria Summer Fest poder ser realizado fora de Beja.

A Voz da Planície tentou chegar à fala com o presidente da Câmara Municipal de Beja para o ouvir sobre esta matéria, mas não foi bem-sucedida.


Comente esta notícia