Novo BO Hospital de Serpa

A Santa Casa da Misericórdia de Serpa avança, igualmente, que se estima “um impacto significativo para o concelho”, tendo em conta “a vinda de mais pessoal qualificado, contrariando o índice demográfico”.

A Voz da Planície quis saber como foi possível a uma instituição como a Santa Casa da Misericórdia de Serpa conseguir uma obra desta envergadura e o provedor António Sargento respondeu “através de uma parceria com a União das Misericórdias Portuguesas”, esclarecendo como foi desenvolvido este processo.

António Sargento explicou, ainda, como se chegou ao financiamento, realçando, uma vez mais, as parcerias que decidiram “apostar numa região desprotegida”.

Com esta obra, a Santa Casa da Misericórdia de Serpa quer criar “uma Unidade Médico – Cirúrgica avançada e futurista que, ao abrigo do Acordo de Cooperação, juntamente com consultas de especialidade dão resposta ao Serviço Nacional de Saúde (SNS)”. Acrescenta que a ideia “é criar um Hospital mais qualificado e especializado, com equipas multidisciplinares dando resposta direta às listas de espera do SNS”, assim como a “utentes de outros concelhos da região e estendendo-se, mesmo, a outras regiões do país”.


Comente esta notícia