revista 2016

O tema escolhido para esta publicação, que é distribuída gratuitamente, ao longo dos cinco dias de feira, visa procurar refletir sobre a importância e o impacte que o vasto e diversificado património material e imaterial, do distrito, tem na estratégia de afirmação e promoção do território.

Ao longo de 34 páginas, totalmente a cores e inteiramente dedicadas às questões do património, pode ler diversos artigos que destacam o que de melhor existe, e que diferencia, cada um dos concelhos, para ficar a saber mais e descobrir também, os "tesouros" que o distrito de Beja guarda.

Nesta publicação pode encontrar ainda, o contributo da diretora Regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, que escreve sobre a importância do património da região, num artigo com o nome "Todo o Alentejo deste mundo"; o do arqueólogo Miguel Serra, responsável pelo Projeto Outeiro do Circo, que sugere "Arqueologia: Conhecimento e oportunidade"; o do diretor do Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja, José António Falcão, que propõe "Património Religioso - Um sector estratégico para o desenvolvimento do turismo"; o do arqueólogo Cláudio Torres, responsável pelo Campo Arqueológico de Mértola, dedicado ao tema "O mundo rural das terras do Sul" e o do presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo/Ribatejo, Ceia da Silva, que fala de "A defesa do património como prioridade".

A Rádio Voz da Planície tem, igualmente, um estúdio, na entrada principal da feira, para fazer a cobertura de tudo o que se passa no certame e este é também, o local onde pode levantar o seu exemplar da revista que a Rádio Voz da Planície oferece este ano, dedicada ao tema"Alentejo Monumental".


Comente esta notícia