MONTADO DE SOBRO

Paulo do Carmo, defendeu a necessidade de ser declarado o estado de emergência climática para o Alentejo, de modo a combater a desertificação nesta zona do País. A afirmação surgiu numa conferência de imprensa da “Iniciativa Pró-Montado Alentejo” sobre o agravamento das alterações climáticas no Alentejo, na Academia das Ciências, em Lisboa.

O presidente da Quercus afirmou que “gradualmente, estamos a perder árvores no Alentejo” por isso era altura de fazer “um desafio às várias autoridades e declarar emergência climática” nesta região, como já aconteceu em países como a Alemanha, Bélgica, Canada e Estados Unidos da América.

Paulo do Carmo considera fundamental apostar na reflorestação do Alentejo e olhar de forma diferente para o montado.


 



Comente esta notícia