Rotas Santiago

A UPSTREAM acaba de anunciar o projeto "Caminhos Ibéricos de Santiago (CIS)", que inclui novos itinerários jacobeus que ligam Portugal a Santiago de Compostela. O projeto promete investigar, divulgar e promover todos os Caminhos de Santiago transfronteiriços que se desenvolvem na Raia Ibérica, com ênfase nos caminhos menos percorridos que atravessam as regiões do interior peninsular.

“Os Caminhos de Santiago atraem hoje em dia um grande número de pessoas, não só por razões religiosas, mas também por motivações espirituais, desportivas e, sobretudo, de “busca” pessoal, convívio e escape às rotinas diárias ou de mera descoberta de outros horizontes. Significam também o encontro com a natureza, com o património histórico, e com as tradições e a cultura das comunidades”,explica Catherine de Freitas, CEO da Upstream. “É neste espaço que se situa o projeto CIS, promovendo a coexistência entre o sagrado e o secular, entre peregrinação, turismo religioso e turismo cultural, entre espiritualidade, turismo e desenvolvimento local, de forma a potenciar os recursos patrimoniais e naturais associados aos Caminhos de Santiago e os seus efeitos na Sustentabilidade das regiões, e no bem-estar das populações dos territórios mais desfavorecidos do interior transfronteiriço”, finaliza.

Ao todo, o projeto comtempla nove itinerários jacobeus – que se encontram em diferentes fases de desenvolvimento e consolidação –, dos quais fazem parte:

- Caminho Português Central;

- Caminho da Geira e dos Arrieiros;

- Caminho Português Interior;

- Caminho Português da Via da Prata;

- Caminho de Torres;

- Caminho de Santiago Via da Estrela;

- Via Badajoz – Estremoz (Ligação Via da Prata – Caminho Nascente Alentejo);

- Via Aracena – Serpa (Ligação Caminho do Sul/Via da Prata – Caminho da Raia Alentejo);

- Via Huelva – Castro Marim/Tavira (Ligação Caminho do Sul/Via da Prata – Caminho Nascente Algarve).



Comente esta notícia