Plataforma Alentejo

“A Plataforma Alentejo defende uma «Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional» onde cabem a resolução das questões, há muito reivindicadas, das ligações rodoviárias, ferroviárias e desenvolvimento do aeroporto de Beja. Vinha fazendo nos últimos tempos várias ações em defesa destas prioridades para a região, mas viu a sua atividade adiada devido à pandemia”, esclarece Claudino Matos.

“A Plataforma Alentejo fez chegar à Assembleia da República uma petição e ainda conseguiu que em 2020 fosse feito o seu agendamento para discussão na Comissão de Obras Públicas, mas pediu o seu adiamento para o início de 2021, no sentido de poder fazer esta discussão de forma presencial”, referiu Claudino Matos. Acrescentou que “apesar da pandemia houve um reforço das exportações agroalimentares” e que “o contributo da região é fundamental nesta matéria” para frisar que “esta é mais uma razão para se continuar a defender o território”.

Com a discussão no início de 2021 da petição da Plataforma Alentejo, Claudino Matos acredita que “as atividades em defesa da região tomarão um novo rumo” e garante que o “trabalho, com este propósito, vai continuar”.


Comente esta notícia