Pedro do Carmo

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) tornou público ter realizado uma ação de fiscalização à empresa CP – Comboios de Portugal, que teve como objetivo apurar a situação da prestação do serviço de transporte de passageiros no decurso dos 1.º e 2.º semestre de 2018. A avaliação incidiu sobre as linhas do Norte, de Cascais, de Sintra, do Oeste e do Algarve. Mas o serviço público de transportes ferroviários no Baixo Alentejo, que tem estado sujeito a fortes limitações que se traduzem na prestação de um deficiente serviço aos cidadãos, no cumprimento dos horários, no material circulante e nas condições de espera nas estações e nos locais de mudança de linhas, uma realidade que é pública e que foi diversas vezes mediatizada e já foi objeto de intervenções parlamentares, não foi avaliado, refere o deputado Pedro do Carmo. Neste contexto, o parlamentar identificou as várias perguntas que efetuou à Autoridade da Mobilidade e dos Transportes que quer ver respondidas.

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes emitiu um conjunto de recomendações à CP, que se encontram na sua inteira disponibilidade, por não estarem dependentes de decisões do acionista Estado, como sejam investimento em material circulante ou na infraestrutura e cuja implementação, no contexto do atual quadro legislativo e regulatório, poderá beneficiar os utentes dos serviços da CP, revelou, igualmente, o deputado Pedro do Carmo.


Comente esta notícia

Ui, o que um homem faz para " aparecer" ao fim de 4 anos de ausência ou nulidade politica...vá, embora lá contestar um bocadinho. Fica sempre bem.Benditas eleições!

Nascimento

10/07/2019