Símbolo do PCP

O PCP considera que “o investimento no aumento da capacidade do Serviço Nacional de Saúde, com mais meios, mais profissionais de saúde, mais equipamentos, mais capacidade nos centros de saúde e nos hospitais é a solução” e que as propostas que entregou “reforçam o SNS e dão resposta a problemas concretos sentidos pelos utentes e pelos profissionais de saúde.”

As propostas entregues visam: “um plano de requalificação e construção de novas instalações para centros de saúde e hospitais, com uma proposta em particular para o Hospital em Beja, com uma verba de um milhão e meio de euros para a revisão dos projetos técnicos de uma obra no valor de 30 milhões de euros”; a sugestão de que “até ao 1º trimestre de 2021 seja concretizado o reforço da Rede Nacional de Especialidade Hospitalar e de Referenciação em Medicina Intensiva aprovada pelo Governo, com mais 409 camas, mais 47 médicos, mais 626 enfermeiros e mais 198 assistentes operacionais” e que o “acesso à saúde mental, que constitui uma preocupação, hoje agravada pela epidemia” seja sujeita a “um plano de contratação de psicólogos para os cuidados de saúde primários com o objetivo de alcançar no final de 2022 um rácio de 1 psicólogo por 5000 habitantes”.


Comente esta notícia