Assembleia Organização PCP

Na intervenção de encerramento dos trabalhos, Jerónimo de Sousa, fazendo o balanço da Assembleia salientou que a situação do distrito mostra o mesmo caminho de retrocesso económico e de degradação social que se verifica no País, constatando que o distrito de Beja, o Alentejo e o País estão hoje mais pobres.

Para o líder dos comunistas, isso está patente no acentuado retrocesso da capacidade produtiva e do produto, no brutal desemprego, na crise social profunda, no aumento da exploração do trabalho e no saque fiscal que nestes últimos anos foi imposto pelas políticas de direita.

Segundo Jerónimo de Sousa, da Assembleia, saem um conjunto de propostas que permitem perspetivar uma política alternativa para a solução dos problemas regionais e para relançar o seu desenvolvimento.

Propostas para combater o défice de produção e criação de riqueza, que, segundo Jerónimo de Sousa, a par da injusta repartição da riqueza, é a principal causa dos problemas regionais e nacionais.

Propostas, segundo o PCP, contribuirão para o desenvolvimento dos mais diversos sectores da atividade económica, a começar pelos sectores produtivos, mas também para a salvaguarda da cultura e do ambiente, à valorização e divulgação as identidades locais e o do património cultural e natural desta região.

Propostas para aproveitar e potenciar os recursos desaproveitados, criar emprego e fixar os jovens e a população em geral. Dando como exemplo no Alentejo os recursos que poderiam potenciar o desenvolvimento da agricultura como sector estratégico para o desenvolvimento da região, da indústria transformadora e da indústria extractiva, mas também da actividade turística, das actividades ligadas ao sector energético e aos sectores cooperativo e social.

Mas, para o secretário-geral do PCP, potenciar os importantes recursos pressupõe igualmente intervir e resolver problemas regionais que são um bloqueio ao seu desenvolvimento. A melhoria da rede rodoviária, nomeadamente e, entre outros, da concretização urgente do IP 8, a modernização e densificação da rede ferroviária na Região, o aproveitamento de todas potencialidades do Aeroporto de Beja, mas igualmente o desenvolvimento do sistema de ensino e investigação e a melhoria e alargamento de serviços públicos, nomeadamente na área da saúde e no apoio social à terceira idade e à infância.

No final dos trabalhos desta 8.ª Assembleia da Organização Regional de Beja do PCP, ficou a nota que o documento de Resolução Politica   e a proposta com a constituição dos novos membros da Direção Regional  de Beja foram aprovados por unanimidade.


Comente esta notícia