Cancelamento de eventos

A autarquia bejense explica que “apesar da situação epidemiológica do país, e em particular na nossa região, estar a evoluir de forma positiva”, o município considera “ser desaconselhada a realização da 3.ª edição da Feira “Patrimónios do Sul” marcada para o início de outubro de 2020”.

De acordo com o comunicado, o certame “Patrimónios do Sul” não se realizará, “por ser um evento que habitualmente reúne um número muito significativo de pessoas, particularmente aglomeradas nas zonas de espetáculos e de “tasquinhas” o que manifestamente ainda não se recomenda”.

O presidente da Câmara de Beja explica que, relativamente, à feira existiam duas opções: avançar com um avultado investimento e correr o risco de ter pouca gente ou, então, o certame ser visitado por muita gente, o que poderia potenciar o contágio da covid19. 

Por outro lado, “2020 seria, também, o ano do arranque do Orçamento Participativo (OP) de Beja”, lê-se no documento. “A definição do calendário do processo participativo pelo executivo municipal coincidiu com a fase inicial da pandemia, optando o executivo por não avançar com o processo”.

A Feira “Patrimónios do Sul” estará de regresso em 2021 e o Orçamento Participativo fará a estreia em 2021 também, garante a autarquia bejense.

Quanto às “Palavas Andarilhas”, a Câmara de Beja refere que o evento que se realiza de 2 em 2 anos, regressará ao concelho em 2022.

Além disso, Paulo Arsénio tem a expetativa que até ao final deste ano, haja condições para a realização do Mercadinho de Natal, no início de Dezembro e também da Passagem-de-Ano.

Paralelamente, a Câmara Municipal de Beja reitera que a partir de 1 de setembro tenciona retomar a atividade cultural na área do concelho reabrindo o Pax-Júlia ao público, ficando o acesso sujeito às regras e limitações que estejam em vigor nessa data. 

Além disso, também a partir de setembro a Biblioteca Municipal José Saramago, o Centro UNESCO e a Casa da Cultura retomarão as atividades culturais complementares ao seu regular funcionamento. 


Comente esta notícia