ROTA DE TRANSUMÂNCIA OVELHAS CAMPANIÇAS

Esta é uma forma de demonstrar, frisa a ACOS - Agricultores do Sul, responsável pela organização, em nota de imprensa, a importância da pecuária na região, especialmente de ovinos e caprinos, e da necessidade de uma reflexão séria sobre a perda de cerca de 20 mil animais por ano.

Numa parceria entre a ACOS - Agricultores do Sul e o Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja, a Ovibeja recria uma antiga rota de transumância, levando as ovelhas a fazerem um percurso pelas ruas da cidade para desembocarem na avenida principal da feira, onde está prevista uma cerimónia de bênção do gado.

De acordo com o historiador e investigador José António Falcão há uma ligação fundamental entre a actividade pecuária e a fundação de alguns dos principais santuários do território. Uma "estreita articulação entre o património edificado, as vias privilegiadas para os rebanhos - as canadas reais - e a prática religiosa, tendo como pano de fundo o desenvolvimento da região".

O Baixo Alentejo é uma região moldada pela actividade pecuária, outrora destino de extensos rebanhos de ovinos transumantes, provenientes da Serra da Estrela ou de áreas serranas espanholas que a partir, sensivelmente, do século XIII aqui vinham passar o período de Inverno. 


Comente esta notícia