ourique foral

António Quaresma é licenciado e doutor em História, foi professor do Ensino Preparatório e tem realizado investigação na área da sua especialidade, em particular sobre o Litoral Alentejano e o Baixo Alentejo.

O município ouriquense afirma que “a memória das comunidades é um factor decisivo da consolidação da sua identidade e da valorização do seu património histórico material e imaterial” e que “Ourique tem muito orgulho na sua história, nas convergências que ocorreram no seu território e no contributo para a diversidade da História de Portugal”.

Ainda de acordo com a autarquia esta perspectiva de valorização da memória colectiva e do património histórico tem estado presente na sua acção como pressuposto de afirmação da sua comunidade e do seu território rural.

Para o município “a Evocação dos 730 anos do Foral de Ourique é uma oportunidade para reafirmar a valorização da história do território e disponibilizar conhecimento à população” porque “ter memória é o primeiro passo para construir os alicerces de um futuro mais sólido.



Comente esta notícia