SIMBOLO CDU

O documento refere que da análise efectuada ao Relatório IEVA - Investimento em Infraestruturas de Elevado Valor Acrescentado, encomendado pelo Governo, se constata que o distrito de Beja não é, mais uma vez, prioridade de intervenção e se percebe também, que nenhum projecto estratégico para a região surge como prioritário ou relevante. Neste contexto, a moção, aprovada por unanimidade é de total repúdio, relativamente às conclusões apresentadas no relatório em causa.

O eleito da CDU Fernando Silva frisa que o Porto de Sines, o Aeroporto e Alqueva são grandes projectos estruturantes para o território e para o País, que não são contemplados no Relatório IEVA, assim como a electrificação da linha férrea, de Beja a Casa Branca, e as acessibilidades fundamentais para a região, razões que levam à sua rejeição e repúdio.

A moção refere ainda, que o concelho de Beja e a região precisam de um programa sério de intervenção urgente, coordenado e com acompanhamento das diversas áreas e intervenções, designadamente do investimento público, para potenciar todas as suas capacidades, potencialidades e riqueza como são a terra, o ambiente e recursos naturais e minerais, o turismo o comércio e a agro-industria.

A moção adverte, igualmente, para as condições gravíssimas de mais uma vez serem abandonadas tais potencialidades, sobretudo numa altura em que o País precisa de produzir, crescer e criar emprego.


Comente esta notícia