Maria do Céu Albuquerque

Nesta visita aos dois olivais e aos lagares de azeite, a titular da pasta da Agricultura destacou a “importância da produção de azeite, sublinhando que, só no ano passado, a produção atingiu um máximo histórico de mais de 140 mil toneladas. Ao nível das exportações, também estão a ser atingidos valores históricos, prevendo-se este ano ultrapassar os 600 milhões de euros”, refere o comunicado enviado à nossa redação.

“O azeite português é um produto de elevadíssima qualidade e, prova disso são os inúmeros prémios internacionais atribuídos aos azeites virgem extra portugueses. É neste caminho de excelência e de inovação que queremos prosseguir, com políticas públicas que apoiem a produção nacional, a sustentabilidade ambiental e a investigação ao serviço do setor agroalimentar. Queremos, por isso, reforçar a investigação para ter uma produção ainda mais sustentável, que promova a utilização mais eficiente possível de recursos finitos, como a água e os solos, ao mesmo tempo preservando a biodiversidade e os ecossistemas”, foram palavras, igualmente, da ministra.

Maria do Céu Antunes destacou, ainda, a “importância do regadio eficiente, nomeadamente das infraestruturas coletivas, como uma ferramenta fundamental para o combate às alterações climáticas, aumentar a resiliência e a competitividade dos territórios e deu o exemplo do Alqueva, que tem provado ser uma ferramenta determinante e estruturante para a região e para o país.”


Comente esta notícia