Mário simões nova fotografia

Mário Simões visitou vários ensaios de campo, de culturas, de sequeiro e também, de regadio que são desenvolvidos em parcerias com outras instituições e empresas. Da visita constou ainda, uma deslocação ao Centro Hortofrutícola.

O deputado teve oportunidade de se inteirar da actividade realizada, não só em termos de investigação e experimentação, mas também, de perceber que a ESAB desenvolve simultaneamente actividade agrícola na Herdade do Outeiro, onde curiosamente, a Universidade de Évora mantém uma forçada ocupação, devendo esta situação ser resolvida pelo Ministério da Agricultura, tendo em conta a falta de bom senso existente para a resolução de um conflito institucional, que se arrasta há vários anos. Mário Simões foi ainda informado, que recentemente a Herdade do Almocreve e das Rascas foram também entregues à Universidade de Évora.

Mário Simões ficou bastante impressionado com todo o trabalho desenvolvido pela ESAB, rico e diversificado em experiências, sendo muito útil para os agricultores, e em particular, para os jovens agricultores, sendo ainda, uma unidade importante em termos académicos e científicos.

De tudo o que pode ver e informar-se, Mário Simões é da opinião que o IPBeja deveria criar uma unidade autónoma de gestão agrícola, no sentido de rentabilizar a Herdade do Outeiro em termos empresariais, facilitadores de implementação de novas estratégias empresariais.


Comente esta notícia