Deputado do PSD Mário Simões

O parlamentar destacou que cerca de 80 por cento por solo arável no Alentejo é de sequeiro e nesse sentido quis saber sobre quais as medidas previstas para apoiar os agricultores que subsistem deste tipo de agricultura.

Mário Simões quis saber também medidas para os agricultores que não têm o privilégio de ter água nas suas terras e para os que continuam a ter pecuária extensiva, cereais de sequeiro ou montado.

O deputado do PSD questionou ainda, sobre o caso concreto do montado, no sentido de perceber que medidas estão previstas para a sua prevenção e protecção, bem como em termos de investigação.

Os constrangimentos existentes para os agricultores que não podem cultivar as suas terras devido à protecção e preservação da abetarda e que medidas vão ser tomadas em relação à caça foram questões colocadas também por Mário Simões.


Comente esta notícia