Militar GNR costas

A denúncia sobre o estado de degradação das instalações do posto da GNR de Serpa foi feita pela APG, frisando que os militares deixaram de poder pernoitar e de fazer as suas refeições no quartel, sem que a tutela tivesse encontrado uma alternativa, refere o deputado comunista no documento enviado ao MAI.

No requerimento, o parlamentar diz também, que a Câmara de Serpa disponibilizou um edifício para albergar aquela força de segurança, espaço esse, que apenas precisa de ser adaptado e que o MAI se recusa a arranjar, deixando essa responsabilidade para a autarquia serpense. João Ramos acrescentou que a responsabilidade com as forças de segurança é do poder central.

O deputado do PCP, eleito por Beja, questionou o MAI para saber porque nunca foram feitas intervenções de requalificação no posto da GNR de Serpa e porque ainda não existe uma solução para este problema.


Comente esta notícia