JCP

Naquele documento, a juventude comunista recorda que o desenvolvimento tecnológico e científico de cada país é um dos pilares fundamentais da sua soberania e que abdicar dele representa uma forte machadada num País, como o nosso, que assim se verá ainda mais dependente e atrasado.

A JCP lembra também que os cortes efectuados vão fazer-se sentir na vida de milhares de investigadores, como uma onda devastadora no panorama da ciência e investigação, assim como agravar o desemprego e levar muita massa critica a optar pela emigração.

A nota de imprensa termina com a JCP a reafirmar o compromisso de continuar a lutar e a estar ao lado de quem se sente lesado por estas políticas do Governo. Promete também prosseguir com a luta de alterar o rumo das políticas actuais e pelo fim deste Governo.


Comente esta notícia