Símbolo do Projeto EPPA

O objetivo desta formação é habilitar os 30 jovens, para que durante o ano letivo 2019/2020 desenvolvam atividades de capacitação de alunos do 10º ano de Beja, nas áreas de: “Afetos e educação para a sexualidade”; “Comportamentos aditivos e dependências”; “Prevenção da violência no namoro”; “Saúde alimentar e nutricional” e “Saúde mental”.

Esta realização é efetuada no âmbito do projeto EPPA, que é uma iniciativa do presidente do Conselho Consultivo da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), professor Machado Caetano, com a colaboração de diversos profissionais da ULSBA e em parceria com a autarquia bejense, o IPBeja, os dois agrupamentos de escolas da cidade, a Divisão de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (DICAD) da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARSA) e o Núcleo de Apoio à Vitima do Alentejo.

O projeto EPPA iniciou-se em dezembro de 2017, tendo-se realizado o primeiro curso de mediadores de saúde juvenil em outubro do ano passado.


Comente esta notícia