Cáritas circulo silencio

O Dia Mundial de Luta Contra Sida, assinalou-se no passado dia 1 e este ano apresentou como lema “As Comunidades fazem a diferença” partindo desta ideia surge o círculo do silêncio desta tarde.

Márcio Guerra, da Cáritas Diocesana de Beja, afirma que ainda persistem muitos estigmas e preconceitos em relação às pessoas com VIH e, por isso, há questões que é importante desmistificar. Márcio Guerra deixa ainda um apelo para que as pessoas se juntem, esta tarde, ao círculo do silêncio de “Luta contra a Sida”.

Os Círculos de Silêncio são um movimento de cidadãos e de organizações que consideram que a situação em que muitas pessoas vivem é extremamente precária e apela à consciência daqueles que fazem as leis, daqueles que as aplicam e daqueles em cujo nome são feitas, para concretizar uma política mais que respeite a dignidade do ser humano.



Comente esta notícia