Hospital de Beja

João Dias relevou, também, que com “este novo edifício a capacidade de resposta aumenta substancialmente, em áreas como a urgência, o bloco operatório, bloco de partos e consultas externas e pode comportar ainda o projeto atual, desde que seja revisto, tal como o PCP propôs, zonas para cuidados paliativos e de convalescença”.

“Há proposta do PCP que ajudam, igualmente, na região a incentivar a entrada de médicos, com garantias de aumento na qualidade no trabalho, a ideia é que os profissionais encontrem resposta no SNS e não no privado”, acrescentou o deputado do PCP. João Dias revelou, ainda, que “o concurso para a aquisição de uma ressonância magnética já foi lançado” e que “em 2021 este equipamento já fará parte da capacidade de resposta da ULSBA”.

João Dias recordou que “o PCP viabilizou o OE2021 na generalidade com o objetivo de o melhorar na especialidade” e que nesse sentido já “entregou 353 propostas, entre elas 56 dedicadas à área da saúde onde constam as que dizem respeito à fixação de profissionais na região e à construção da 2ª fase do Hospital Distrital de Beja”.


Comente esta notícia