estragos

Com um montante global de apoio disponível da ordem dos 750 mil euros, as medidas destinam-se a assegurar o restabelecimento do potencial produtivo e abrangem animais, plantações plurianuais, máquinas, equipamentos, armazéns e outras construções de apoio à atividade agrícola.

Entretanto, as declarações de prejuízos têm de ser entregues até 30 de novembro na Direção Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo (DRAP Alentejo), dispondo os agricultores de um prazo que vai até 15 de dezembro para submeterem o formulário eletrónico que formaliza a candidatura. A fase de verificação dos prejuízos, por parte da DRAP, decorrerá até 31 de janeiro de 2017.

O deputado do PS, eleito por Beja, Pedro do Carmo frisa, em comunicado, que depois de respostas para a seca extrema, o Governo revela proximidade ao mundo rural do Baixo Alentejo, com medidas para a reposição do potencial produtivo afetado pelo tornado de outubro.

Como deputado eleito por Beja, Pedro do Carmo apela ainda, à melhor atenção dos afetados pelos tornados na União de Freguesias de Salvada e Quintos, no Município de Cuba: Freguesia de Faro do Alentejo; no Município de Mértola: Freguesia de Alcaria Ruiva, no Município de Serpa: Freguesia de Brinches; Freguesia de Pias; União de Freguesias de Salvador e Santa Maria; União de Freguesias de Vila Nova de São Bento e Vale de Vargo; Freguesia de Vila Verde de Ficalho, e no Município de Vidigueira: Freguesia de Pedrógão.


Comente esta notícia