No seguimento de uma ação de fiscalização aos aparelhos de espantamento de aves utilizados no setor agrícola, foi possível identificar uma empresa que utilizava este tipo de aparelhos, os quais não se encontravam devidamente licenciados pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

No decorrer da ação foi apreendido o seguinte material: seis rádio emissores de sons, e seis bolsas de transporte de cor verde camuflado.

No decorrer das diligências policiais foi elaborado um auto de contraordenação por falta de licenciamento, punível com uma coima que pode atingir o valor máximo de 44 890 euros, que foi remetida ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Esta ação contou o reforço da Equipa de Proteção Florestal (EPF) de Beja.


Comente esta notícia