Nelson Brito

No documento enviado à nossa redação é referido que os dois candidatos, iniciais, uniram “esforços para tornar o PS mais forte”, numa solução que “alia a responsabilidade à ação política e que centra no Baixo Alentejo as energias e a determinação de um partido unido e mais forte”.

Esta decisão foi tomada tendo em atenção, é frisado na nota, “a alteração do calendário eleitoral interno, o momento que se vive na nossa sociedade, na economia e nas áreas de saúde e do social e a necessidade de se olhar e entender quão importante é que a intervenção política seja feita com soluções agregadoras, que acrescentem valor e reforcem o Partido Socialista com a capacidade de agir em defesa da sociedade, do Baixo Alentejo e dos cidadãos, com coerência e credibilidade, são agora aspetos mais importantes que nunca e devem merecer dos atores políticos enorme sentido de responsabilidade e de entendimento.”

A nota enfatiza “este novo futuro de união” como “o resultado da visão e do compromisso de Hélder Guerreiro e de Nelson Brito, com o empenho do atual presidente da Federação do Baixo Alentejo do Partido Socialista, Pedro do Carmo, que colocam os interesses do PS e do Baixo Alentejo acima de quaisquer outros.”



Comente esta notícia