Vacinas

Do ponto de vista do SEP e nas palavras do seu dirigente no Alentejo, Edgar Santos, faltam 180 enfermeiros na ULSBA e na sua opinião esta carência pode tornar caótica, já a partir de 1 de julho, no cumprimento das suas obrigações.

Edgar Santos explica que está programado horário extraordinário em todos os serviços da ULSBA, situação que faz antever problemas, a partir de 1 de julho, altura em que os enfermeiros passam a cumprir 35 horas semanais, abandonando as atuais 40.

Este é um problema para o qual o Sindicato tem vindo a alertar o Conselho de Administração da ULSBA, os partidos e o Ministério e Edgar Santos faz o ponto de situação sobre as reuniões realizadas. Neste contexto avançou que está a ser preparado um plano de contratação que diz pecar por tardio, mas frisou contudo, que “mais vale tarde do que nunca”.


Comente esta notícia

Galeria de fotos