faceco

Promover este território do Litoral Alentejano, “os seus produtos e atividades, das coletividades e dos atores locais, potenciar o tecido empresarial e cultural e atrair novos empreendedores e investidores para o concelho” é o objetivo da FACECO 2018, revela a autarquia de Odemira.

Além de apresentar aos visitantes o artesanato local, que vai estar em grande destaque no Pavilhão do Património Cultural, com dezenas de artesãos a trabalhar ao vivo, a FACECO carateriza-se por ser “a montra das capacidades do território odemirense, patentes nas diversas atividades económicas, sociais e culturais, representadas por diversos expositores”.

À semelhança de edições anteriores, o sector pecuário continua a marcar uma forte presença no evento, através da realização de várias exposições e concursos de diversas raças, este ano, com especial destaque, para a Raça Bovina Limousine, uma vez que, a Feira recebe o 30º Concurso Nacional.

“O certame é o ponto de encontro e de negócio entre criadores nacionais e estrangeiros, naquele que é o concelho onde se encontra a sede da Associação Portuguesa de Criadores de Raça Bovina Limousine e o maior número de efetivos da raça”.

“Ainda no setor pecuário, nota para a realização do 15º Concurso Regional da Raça Bovina Holstein Frísia e do 23º Concurso Regional da Cabra Charnequeira. Será também promovido o 19º Concurso de Mel e a 8ª Prova de Mel Infantil.”

“A animação do recinto e os espetáculos voltam a ser grande atração da FACECO, com muitas atividades para todos os públicos, desde música, teatro, cante alentejano, dança, desporto e muita animação infantil.”

Quanto ao cartaz musical, destaque para a atuação do grupo Fado Lelé, na sexta-feira, dia 20 de julho, Miguel Gameiro, no sábado e Fernando Daniel, no domingo.



Comente esta notícia