exposição descante

Trata-se de uma exposição colectiva itinerante, que chega agora a Aljustrel, e que lançou o desafio a vários artistas, de modo a promover as artes e divulgar a cultura e o modo de estar alentejano. São dez olhares diferentes tendo por base o cinema, a música, a fotografia, a pintura, a escultura, a serigrafia, a gravura, a ilustração e o cartoon.

A proposta que foi feita aos artistas foi a desconstrução do cante alentejano, levando a que cada autor desenvolvesse uma obra relacionada com esta forma tão característica de cantar, mas também com o trabalho e o modo de vida. Participam, entre outros, Guilherme Peleja, Luís Afonso, Afonso Cruz, Susa Monteiro, Ana Charrua, Joaquim Rosa, Vanda Lopes Palma, António Peleja, Leandro Sidoncha e Alma Vera. A curadoria encontra-se a cargo de Guilherme Peleja e de Francisco Chaves.

É uma exposição que junta a visão à audição, que celebra o 5.º aniversário do cante alentejano como Património Imaterial da Humanidade, e que, neste dia de inauguração, conta ainda com um momento musical com o Grupo Coral Infantil do CAIM-Centro de Animação Infantil Municipal.

Esta mostra, que pode ser apreciada, até ao dia 7 de Março, é organizada pela “Fora da Gaveta”, uma Associação de Promoção e Educação pelas Artes, criada em Castro Verde. A organização conta com o apoio da Câmara Municipal de Aljustrel.



Comente esta notícia