entrudanças

“Mão na Massa” é o título do projecto que o escultor Eduardo Freitas, autor da peça que este ano dá corpo ao cartaz do festival, está a desenvolver com a comunidade de Entradas e de Castro Verde.

De acordo com a autarquia castrense trata-se de um “projecto de artes visuais que tem como tema o pão, o corpo e o barro e que promove a reflexão em torno dos valores históricos, sociais e culturais que estes três elementos representam para o Alentejo”.

Ainda segundo o município de Castro Verde “assente no projecto estará também o diálogo entre a vertente tecnológica das artes, áudio e vídeo, e o património material e imaterial da região, como o fabrico do pão artesanal, a sabedoria popular, a oralidade e as lendas, entre outros aspectos relacionados com o pão”. Uma vertente dinamizada por Inês Alves que culmina numa exposição colectiva a realizar no Museu da Ruralidade, onde serão exibidos os trabalhos artísticos desenvolvidos pelos participantes.

O Festival que se realiza em Entradas, de 21 a 23 de Fevereiro,  promete três dias de muita animação, com uma programação que remete para uma dança de identidade partilhada, cruzando gentes, tradições e o saber-fazer da comunidade local. Os bailes e as diferentes oficinas, os passeios e a gastronomia local, são parte importante do festival, assim como o cante, a música de tradição e o artesanato que voltam a ser presença assídua e o mote para o desenrolar de um conjunto de iniciativas que celebram a cultura alentejana.

O Entrudanças é organizado pela Câmara Municipal de Castro Verde, Associação PédeXumbo e Junta de Freguesia de Entradas.



Comente esta notícia