BIBLIOTECA ALJUSTREL
A sessão conta com a apresentação do livro "Palavras Sem Voz" de Maria José Saraiva, e a actuação do Grupo Coral dos Trabalhadores da Indústria Mineira e do grupo de metais da Sociedade Musical de Instrução e Recreio Aljustrelense. No final, os convidados cantam os parabéns.

A primeira biblioteca municipal de Aljustrel foi criada, em 1908, por Francisco Soares Victor, notário, jornalista, político e homem de cultura messejanense. Ao longo dos anos, funcionou em diversos espaços, entre os quais a Casa do Povo e o edifício dos Paços do Concelho, onde se manteve até à construção de instalações próprias. Com a assinatura do contrato-programa entre a autarquia de Aljustrel e o então Instituto Português do Livro e da Leitura, a Biblioteca Municipal começou a integrar a Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, a 8 de dezembro de 1997, quando abriu ao público nesse novo edifício.

A Biblioteca Municipal de Aljustrel assume-se, segundo a autarquia da vila mineira, como centro local de informação, tornando prontamente acessíveis aos seus utilizadores, sem distinção de idade, raça, sexo, religião, nacionalidade, língua ou condição social, o conhecimento e a informação de todos os géneros.

Comente esta notícia