Rui Marreiros

“Apesar das circunstâncias atuais e do ponto de partida de há dois anos não serem favoráveis, o atual momento da EMAS de Beja é francamente positivo em termos de eficiência operacional, com previsão de alcançar os melhores resultados de sempre, por exemplo, ao nível da diminuição do número de roturas, água não faturada, entre outros”, refere Rui Marreiros, administrador Executivo da empresa.

“A nível financeiro, foi também possível traçar uma rota de recuperação, não existindo, no presente, quaisquer dívidas vencidas, com todos os pagamentos dentro do prazo e honrados todos os compromissos assumidos, disse, igualmente, o administrador Executivo da EMAS de Beja”. Rui Marreiros revelou, ainda, que “vai ser possível manter os preços para 2020, não estando previstos quaisquer aumentos nas tarifas de água e saneamento”.

Na nota de imprensa da EMAS de Beja é dito, também, que o Plano Plurianual de Investimento prevê para 2020, “continuar a apostar na eficiência da gestão da rede, o que representa um investimento aproximado de 400 mil euros” e que “a consolidação da preparação operacional e financeira para a área do saneamento em 2020 e 2021 já se encontra em execução, que pela sua importância assume-se com uma das prioridades da EMAS de Beja”.


Comente esta notícia