Edifício EMAS de Beja

Referindo-se ao passado, a EMAS de Beja reconhece que em todos “os momentos” se foi “decisivos” e “capazes de dar resposta aos maiores desafios, contribuindo para o desenvolvimento do setor da água”, na região. Quanto ao futuro, a empresa assegura que será da mesma forma, através da “aposta transversal na eficiência da gestão, em todos os níveis” da sua “atividade” e que este pressuposto “continuará a ser um dos pilares de atuação” da EMAS de Beja.

Apostando no “triângulo virtuoso”, revela a EMAS de Beja, “experiência, competência e dedicação" dos seus colaboradores, a empresa municipal continuará a ser “de proximidade com elevados padrões de qualidade” e a ter “no munícipe, a sua principal prioridade”. 


Comente esta notícia