ECO-PLANÍCIES

O Eco-Festival na Planície foi pensado para promover ideias e projetos inovadores nas áreas do ambiente, ecologia, permacultura, energia verde, eco-nomia e alternativas nas áreas de saúde e bem-estar.

A organização do Eco-Festival é da responsabilidade da Câmara Municipal de Beja, associada ao Grupo Eco-Comunidades da Planície e este ano o tema é a agricultura de proximidade.

O programa sugere, mais uma vez, o mercadinho, wirkshops, ateliês infantis, terapias, palestras, apresentações de trabalhos e exposições sobre ambiente, sustentabilidade, ecologia e comunidade, teatro de rua e música.

Nesta sexta-feira, dia 3, primeiro dia do evento, há atividades para as crianças das 10.00 horas às 12.00 horas, a partir das 17.00 horas, a atividade de partilha é sobre agricultura de proximidade, às 19.00 horas, pode assistir a capoeira, às 19.30 horas à atuação do Trio Morabezza e às 21.30 horas, à apresentação do espetáculo de piano de André Mesquita, ao piano.

Sábado, dia 4, sugere para a parte da manhã, yoga e meditação, com Vera Pomares, oficina de Didjeridoo e partilha sobre a água da chuva, com Vítor Almeida.

A partir das 15.00 horas há taças tibetanas com Rui Pedro e Jorge Salgado, às 15.30 horas, a oficina leites vegetais, com Isabel Rosa, e durante a tarde, aulas de yoga para seniores e adultos.

As propostas musicais começam às 18.30 horas, com a música de Orange Jukebox, prossegue às 21.30 horas, com a dança de Shaheydra e termina às 22.00 horas, com Rodrik de Noronha, na Galeria do Desassossego.

Domingo, dia 5, pode fazer yoga e meditação para adultos de manhã. Na parte da tarde há dança do coração, às 15.00 horas, com Patrícia Bento e 30 minutos depois oficina de comunicação não violenta, com Luís Coentro.

A música neste domingo é às 17.00 horas, com SadMad Dog e às 18.00 horas, com A Foice, com a Associação Portuguesa de Didjeridoo.


Comente esta notícia