Símbolo do PCP

Tendo em atenção o agravamento da situação económica e social do país, assim como no distrito, a DORBE salienta, uma vez mais, “a importância das lutas, das reivindicações, da proposta e do papel do PCP para que no plano do Orçamento do Estado tivesse aproveitado a oportunidade para garantir a elevação das condições vida dos trabalhadores e do povo e o desenvolvimento soberano do País e do distrito de Beja. No que ao distrito de Beja diz respeito, este orçamento não responde às necessidades de investimento nada trazendo para o Aeroporto de Beja, nada para o IP8, nada para a eletrificação da ferrovia e nada para a construção da 2ª fase do Hospital. Este último, perante uma proposta do PCP, que tinha como objetivo a construção do novo edifício do Hospital de Beja, PS e PSD rejeitaram, incompreensivelmente essa proposta quando o distrito de Beja apresenta uma enorme carência no que respeita à necessidade de dotar o Hospital de Beja de um novo edifício que possa acolher os cuidados que se dispersam por contentores provisórios instalados nos estacionamentos do hospital.” As declarações são de Miguel Violante, da DORBE do PCP.

Miguel Violante referiu, ainda, que a “realização do XXI Congresso do Partido Comunista Português, veio mostrar o exemplo do caminho a seguir. Um caminho com proteção sanitária, dando curso à vida nas suas diferentes dimensões, combatendo a epidemia antidemocrática, exercendo os direitos, desenvolvendo a luta. Constituiu um espaço para analisar, debater, tomar decisões, centrado na situação dos trabalhadores, do povo e do País, onde foi possível identificar os problemas, denunciar as injustiças e desigualdades, apontando o caminho capaz de transformar o País e concretizar os direitos consagrados na Constituição da República Portuguesa.”

A DORBE do PCP apela, ainda, “a todos os trabalhadores do distrito que participem de forma organizada na semana de luta da CGTP/IN nos sectores e locais de trabalho, que decorre entre os dias 7 e 11” deste mês.


Comente esta notícia