PSDBEJA

Os presidentes das diversas distritais, refere a nota de imprensa da Distrital Laranja enviada à nossa redação, “exortaram o estado a eleger como prioridades, medidas dirigidas à atração de fixação de população e empresas como forma de revitalizar a economia do Interior, combater as desigualdades e promover o desenvolvimento sustentável do país.”

“Além da verba específica” solicitada “que seja uma parte dos 15,5 mil milhões do montante de subvenções a atribuídas a Portugal”, o PSD pede que “seja definido um plano operacional para o desenvolvimento do Interior para que estes fundos sejam geridos de forma autónoma, apenas para investimentos prioritários que promovam a coesão territorial.”

No caso do distrito de Beja, a Distrital assegura que vai continuar a bater-se “pela ferrovia, com a ligação a Lisboa e ao Algarve, bem como pela autoestrada”, por saber que “os montantes envolvidos para executar estes investimentos estruturantes, são uma pequena parte dos 23,5 mil milhões do Fundo de Recuperação da União Europeia atribuídos a Portugal.” O PSD de Beja considera, ainda, que “esta é uma oportunidade para transformar o território do interior e torná-lo mais coeso, mais competitivo e mais sustentável.” 


Comente esta notícia

Galeria de fotos