Câmara de Beja

Conforme as normas constantes da Portaria nº 179-B/2015, de 17 de Junho, as candidaturas a estes Contratos são aprovadas pela parceria da Rede Social e devem corresponder às necessidades de intervenção identificadas nos instrumentos de planeamento concelhios, Diagnóstico Social e Plano de Desenvolvimento Social do Concelho.

Esta candidatura, caso venha a ser aprovada, permitirá uma intervenção ao longo de 36 meses, através duma equipa técnica constituída por 5 pessoas e ao abrigo de um financiamento elegível até ao valor de 450 mil euros, avança a autarquia bejense, em nota de imprensa.

Neste plano de ação estão contempladas atividades no âmbito do enquadramento de projetos do autoemprego e empreendedorismo, sensibilização de empresários, instituições e entidades empregadoras para promoverem processos de inserção profissional, ações de qualificação das famílias vulneráveis e estratégias de integração social e promoção de estilos de vida saudáveis em crianças e jovens, mediação de conflitos familiares e promoção da igualdade de género, entre outras.

Apoiará a revitalização de associações temáticas e a facilitação do acesso das pessoas a serviços públicos de utilidade pública, reduzindo o isolamento e exclusão social.

Contará com concursos de ideias, feiras temáticas, ateliês para crianças e idosos, formação para diversos públicos e eventos em áreas como o emprego e o turismo cultural, a preservação de artes e ofícios tradicionais, o ensino e salvaguarda do cante alentejano, entre muitas outras intervenções.


Comente esta notícia