Bruxelas

O grupo que está em Bruxelas é constituído por 25 pessoas e defendeu a ligação ferroviária Casa Branca/Beja/Funcheira, acessibilidades rodoviárias que permitam a ligação a Sines/Ferreira do Alentejo/Beja/Serpa/Ficalho e melhorias no estado da saúde, assim como a 2ª fase das obras do Hospital da cidade.

Esta visita a Bruxelas foi promovida pela eurodeputada do PSD Maria da Graça Carvalho, que recordou ainda haver regiões da Europa com necessidades como as que o Alentejo apresenta, garantindo que a Comitiva vai regressar a Beja com a certeza de que Conselho, Comissão e Parlamento Europeu ficaram bem cientes daquilo que se passa no Alentejo.

Depois de serem ouvidos pelos eurodeputados, Florival Baiôa, do Beja Merece+, fez um balanço positivo deste encontro, dizendo que foi reconhecida pelos mesmos a justiça desta luta e que todos apoiaram o movimento, dando força para continuar a defender os interesses do território. Nas suas declarações, o eurodeputado do PS, Carlos Zorrinho, deixou clara a sua solidariedade com as reivindicações do movimento.

A eurodeputada da CDU Sandra Pereira frisou que o seu partido conhece bem os problemas que o movimento apresentou e referiu que mais importante do que levar gente para o Interior é implementar políticas que promovam a sua fixação, investindo mais, em regiões como é o caso do Alentejo.

O eurodeputado do PSD Álvaro Amaro disse que o Interior sofre uma dupla penalização, ou seja que não há políticas públicas que o promovam, com consequências na perda de população, que por sua vez diminui a eleição de deputados, ficando com menos voz no Parlamento.

Recorde-se que a visita termina hoje, dia em que a eurodeputada Maria da Graça Carvalho recebe a Comitiva, em conferência, às 10.00 horas.


Comente esta notícia

OXALÁ OS TENHAM OUVIDO,COM ORELHAS DE "OUVIR"!!!VIVA O ALENTEJO!

Manuela Pulido Garcia

13/11/2019

Galeria de fotos