Simbolo da CDU

Os vereadores da CDU na Câmara de Mértola já questionaram o Executivo socialista sobre “os garantidos 20 milhões de euros destinados à recuperação da área mineira da Mina de São Domingos, obra prometida com pompa e circunstância em sessão pública no dia 10 de setembro de 2016, com a presença do então ministro Manuel Caldeira Cabral e reafirmada em cerimónia pública em 5 de junho de 2019, sessão que contou com a presença do então secretário de Estado da Energia, João Galamba.”

“Na sessão foi anunciada a 2ª das 6 fases do projeto de requalificação da antiga área mineira da Mina de São Domingos e foi anunciado que a primeira fase estava a terminar, foi assinado o auto de receção provisória da referida fase da obra consignada em 26 de maio de 2017”, por um montante superior a 2 milhões e 300 mil euros. As declarações são do vereador Orlando Pereira, que reforça a importância deste investimento na recuperação mineira da Mina de São Domingos.

“Uma vez que já passou mais de um ano sobre a referida cerimónia, porque estão a decorrer trabalhos de desmatação, alteração do coberto vegetal e arranque de árvores? Perguntam, também, os vereadores da CDU. Orlando Pereira esclarece o que se pretende ver clarificado.

Para os vereadores da CDU fica por esclarecer “em que situação se encontram os trabalhos da 2ª fase, tendo em conta que já passou mais de um ano da sua consignação e do lançamento da primeira pedra e como se vão desenvolver as fases seguintes”. E se a “intervenção de desmatação e alteração do coberto vegetal e a intenção de construção de um central solar de grandes dimensões na Mina de S. Domingos não colide com os objetivos dos projetos da EDM, tendo em conta que estes têm nas suas previsões também o desenvolvimento, turístico da área em causa”.


Comente esta notícia