capoulas santos

O ministro da Agricultura, de visita à Ovibeja  afirmou que não há “evidências cientificas” em relação às acusações que vão surgindo relativamente às culturas intensivas e super-intensivas. Capoulas Santos, recordou que estas culturas que agora têm sido fortemente criticadas ocupam uma parcela muito pequena da área disponível para regadio e que os produtos agro-quimicos que são utilizados estão homologados, são usados por todos os agricultores da União Europeia e são monitorizados pela Autoridade Europeia de Segurança Alimentar.

Capoulas Santos deixou a garantia que o ministério da Agricultura está disponível para “este debate” mas numa base “séria e fundamentada” e não na base do “alarmismo e do aproveitamento político”.


Comente esta notícia