Olival Intensivo

Segundo os vereadores da CDU “a ocupação do espaço rural, com a plantação de culturas nas proximidades de áreas residenciais, presume, em muitos casos, violações do PDM-Plano Director Municipal, para além de constituir uma ameaça à saúde pública e um factor de desqualificação da paisagem dos núcleos urbanos do concelho”.

Os danos provocados na rede concelhia de caminhos vicinais (devido a operações de maquinaria agrícola executadas nas faixas de circulação) agravam o estado de conservação, comprometem a integridade física e a segurança das respetivas vias, e, a par do encerramento de caminhos, causam constrangimentos significativos, em termos de acessibilidade e mobilidade no espaço rural. Estas situações têm sido identificadas pelas juntas de freguesia e outras entidades e têm sido alvo de notícias na comunicação social, local e nacional.

Para um conhecimento mais profundo sobre estas questões, os vereadores da CDU solicitam a “consulta dos processos de instalação de olival nas imediações do Núcleo Urbano de Nossa Senhora das Neves, nas imediações da Trindade” e sobre “o Caminho Municipal n.º 1063, troço em terra batida compreendido entre o acesso desnivelado do IP2 e o sítio designado por Courelas”. As declarações são da eleita da CDU Sónia Calvário, que frisa que “as respostas do Executivo municipal são evasivas” e que “não se pode desresponsabilizar nestas matérias, nem desculpar-se com outras instituições”.


Comente esta notícia